Projeto

A vulva política é um projeto que multiplica saberes sobre vulvas, úteros, ciclos menstruais, sinais de fertilidade e prazeres como ato político, científico, sensível e intuitivo por meio da narrativa. O conteúdo do projeto é vivencial, autoral e envolve o acreditar de que o conhecimento é poder e que nos liberta. Tendo em mente que o nosso corpo tanto físico quanto mental, emocional e energético é o nosso instrumento para a transformação sócio-econômica-política nesse mundo, o projeto busca fornecer ferramentas que impulsionem a busca por conhecimento e autoconhecimento para que mulheres e meninas, principalmente, vivam uma vida plena e feliz com seus corpos e se tornem cada vez mais autônomas e responsáveis pela própria vida.

A vulva política luta por direitos sexuais e reprodutivos entendido aqui como direitos humanos. Por justiça reprodutiva, social e ambiental. Aliando a política e a ciência com a sensibilidade e intuição.

Sobre mim: Sou a Beatriz Sabô e tenho 26 anos. Feminista e vegana. Sou cientista política de formação, e no momento estou na reta final do Mestrado em Bioética pela Universidade de Brasília. Estudo direitos sexuais e reprodutivos atrelado a ginecologia autônoma e natural desde 2015. Em 2017 iniciei a Vulva Política no Instagram – Minha principal rede buscando compartilhar o que venho descobrindo, experimentando e estudando. Em 2019 dei início ao facilitar de oficinas e cursos e me formei Terapeuta Menstrual MadreTierra; Aromaterapeuta e Terapeuta Thetahealing.

A Vulva Política vem me possibilitando conhecer diferentes vozes, histórias e poder multiplicá-las.  Estar em comunidade me é de uma força revolucionária.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑