085 |Minha Vida Sem Hormônios #7

Sétimo relato da série #MinhaVidaSemHormonios nos traz a trajetória de ter começado a questionar o AC após tomada de consciência quanto a alimentação e autocuidado
.
“Tudo começou com o veganismo. Mas junto veio uma grande mudança na consciência alimentar/autocuidado, passei a buscar uma alimentação que tivesse como finalidade nutrir e fazer bem ao meu próprio corpo, onde eu moro
.
Foram muitas descobertas, mas algo que expando para todas as áreas da minha vida e que começou com a alimentação vegana e consciente foi: “De onde vem isso que estou consumindo? Como foi o processo até chegar até mim? Será que realmente preciso disto?”
.
Foi nesse ponto que também comecei a questionar o uso do anticoncepcional, que usava há 8 anos mais ou menos
.
Era algo que não parava para pensar antes, por ter sido colocado na minha vida como algo bom e sem muita discussão na consulta ginecológica. Hoje minha postura mudou. Pesquiso e converso sobre o assunto, e peço que me explique tudo, afinal se trata da minha vida em jogo. Além de conversar muito comigo mesma, claro
.
Nunca tive nenhum problema gritante com a pílula (no sentido de efeito colateral ruim), pelo contrário, pele sem espinhas e uma “menstruação” regular e possível de ser controlada foram resultados maravilhosos. Mas, em paralelo escutava os grandes riscos que ele pode desencadear, a trombose por exemplo. E para além disso, percebi que essa não era uma jornada real de autoconhecimento
.
Como conhecer meu corpo se tem hormônios que não foram produzidos por ele agindo sobre ele? Só agora vou descobrir se certas queixas não eram efeito do longo tempo de uso do remédio ou se é característica natural do meu corpo! .
Sensação de liberdade! Não usar AC é como ter uma relação só com verdades, nem sempre serão fáceis de lidar, mas é a verdade. Nua e crua
.
Parei em Março, mas já sinto uma conexão incrível com meu ciclo menstrual, com meu corpo e minhas emoções. Como se aos 24 anos eu estivesse iniciando uma trilha para (re) conhecer aspectos do meu corpo. E estou, que bom!” – Relato anônimo
.
Obrigada, amiga por partilhar com a gente! 🌻 Que lindo! Amando ver trajetórias tão diversas 💜

Veja a postagem no Instagram clicando aqui

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: