087 |Minha Vida Sem Hormônios #8

Oitavo relato da série #MinhaVidaSemHormonios 💜
.
Por @thalitavicenteb: “Sou mulher que ama a natureza, sou ativista por uma alimentação mais saudável e digna. Sou mulher ecológica, sou adepta da meditação. Mas para conquistar tudo isso há um caminho a ser percorrido e ele vem de dentro
.
Fui diagnosticada com SOP e sem mais a primeira solução que o médico achou foi que uma menina de 14 ANOS iniciasse o tratamento com AC mesmo sem excesso de pêlos e sem resistência insulínica. 1 mês foi o suficiente para eu perceber que não era aquilo que eu queria para a minha vida, pois foram episódios de vômito, tonturas, enjôos. Outros fatores podem ter ocasionado isso? SIM, mas o AC ajudou muito
.
Até que eu fui a outra gineco, a qual eu vou até hoje, e ela fez outra ultrassonografia e simplesmente descartou a hipótese de SOP. Que alívio pra mim! Hoje eu me renovo todos os dias no que sou e acredito, me tornei adepta da ginecologia natural, alimento corpo e mente com o que vem da terra e a ela devolvo amor através da purificação do meu ser deixando TODOS os meus ciclos acontecerem de forma natural e sublime
.
MENSTRUAR é fisiológico e mágico, há muita coisa envolvida e se nos reconectarmos ao nosso ciclo menstrual passaremos a entender muita coisa que acontece a nossa volta
.
Nossa natureza é cíclica, e desde o dia em que entendi isso lido melhor com perdas, relacionamentos, sentimentos. Planto a lua e com isso devolvo a natureza tudo o que sou, meus medos e a força de ser mulher que habita em mim através do meu sangue que é tão único
.
Menstruar é dolorido as vezes, pois temos cólica, precisamos de um tempo só pra gente e devemos entender isso
.
Há métodos mais naturais para evitar uma gravidez, só não são tão populares quanto o AC e por isso é nosso dever propagar isso a outras mulheres e ensinar que a construção é diária e a evolução eterna!
.
Além disso, fazer uso de tudo pensando na natureza, reciclando, optando por cosméticos naturais e menos impacto ambiental é o resumo de uma vida leve e sublime onde há dor muitas vezes, mas que esta é superada pelo que isso constrói: a força de ser uma mulher livre.”
.
Amiga, que lindo de ler! Obrigada por partilhar! 🌷

Veja a postagem no Instagram clicando aqui

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: